Tartarugas Marinhas
26 de Maio, 2020
Tudo sobre tartarugas marinhas

Reprodução de tartarugas marinhas

A reprodução de tartarugas tem um charme particular e vem-nos logo as imagens, muitas vezes vistas apenas na televisão, de aberturas à beira-mar com dezenas de pequenas tartarugas lutando para chegar à água. Todas as tartarugas, tanto terrestres como aquáticas e pantanosas, põem os seus ovos e, se forem criadas correctamente, é comum que se reproduzam mesmo em cativeiro.

Os ovos são depositados num pequeno ninho subterrâneo, escavado pela fêmea com os membros inferiores.
Ao escolher o ponto de postura, todas as espécies preferem áreas com solo macio ou arenoso. Em cativeiro, portanto, é necessário fornecê-los, na parte emergente do aquaterrário ou numa área do terrário, com uma pequena ilha de solo mole onde quase certamente a fêmea irá depositar os ovos. O número de ovos varia entre 3-4 e 40-50 nas espécies domésticas e a eclosão ocorre em função das condições térmicas da reprodução, num período mínimo de 60 dias e máximo de 120 dias após a postura.

Como muitos répteis e peixes, o sexo das tartarugas jovens é determinado principalmente pelas médias da temperatura de incubação.
Com temperaturas médias abaixo de 26-28°C, nascem principalmente machos, enquanto que com temperaturas acima de 28°C, as fêmeas serão mais altas.

Para nós humanos que encaramos o processo o sexo como prazer um prazer incrível, é-nos difícil, por vezes, compreender o processo reprodutivo de outros animais.

1 thought on “Reprodução de tartarugas marinhas

  1. Basta olhar num site de anúncios íntimos tipo Rua69 e conseguimos percepcionar o grande domínio que o sexo tem sobre nós enquanto sociedade. Todo o ser humano aprecia o sexo que vais muito mais além do processo de reprodução sexual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *