Tartarugas Marinhas
23 de Setembro, 2020
Tudo sobre tartarugas marinhas

As tartarugas marinhas adoram as praias de Cilento

Boas notícias nestes dias das praias de Cilento, onde no trecho da costa que vai de Eboli aos Camarões as tartarugas marinhas Caretta caretta cavaram vários ninhos (no momento 8) depositando a sua preciosa carga de ovos.

Estas são as praias de Ascea, Caprioli di Pisciotta, Eboli, San Mauro Cilento e, por último, a de Palinuro.

A monitorização dos ninhos é confiada a voluntários da Enpa em colaboração com o Centro de Investigação de Tartarugas Marinhas de Portici. Os activistas da Agência de Protecção dos Animais têm vindo a acompanhar a situação das praias há anos, tanto no que diz respeito à nidificação das tartarugas marinhas como das praias de cetáceos.

O trabalho dos voluntários é extremamente importante para evitar que a Caretta caretta seja perturbada no depósito e que os ninhos sejam destruídos. De facto, não é raro que estes répteis marinhos desistam de subir à praia para pôr os seus ovos se sentirem, por exemplo, a presença de banhistas.

A fim de evitar a perturbação directa, mesmo acidental, dos ninhos, os locais são delimitados com postes e fita branca.

Um dos ninhos, o de Eboli, tinha sido escavado a apenas dois metros da linha de costa e, por conseguinte, foi deslocado e fixado pelos biólogos do centro A. Dohrn, pelos voluntários da NaturArt e da Enpa Salerno.

Agora só falta esperar pela eclosão dos locais de reprodução e pelo regresso das pequenas tartarugas ao mar, lembrando que o seu nascimento ocorre em média após 45-65 dias, dependendo da temperatura da areia.

Num mar que sofre de poluição e da presença generalizada de plástico, a sensação de que as tartarugas ainda se reproduzem nas nossas praias é maravilhosa e se quiser seguir o curso dos ninhos pode juntar-se ao Grupo Facebook Tartarugas Marinhas na Campânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *